Estresse pós-traumático pode estar mais perto do que se imagina

Violência urbana, acidentes de grandes proporções, abuso sexual, atentado terrorista. Viver uma destas situações não é raro nos dias de hoje. Estima-se que 60% dos homens e 50% das mulheres em todo mundo vão passar por um acontecimento traumatizante em algum momento de suas vidas, de acordo com dados do governo norte-americano. Mas isso não significa que todos desenvolverão um distúrbio psicológico, classificado de estresse pós-traumático.

Para a psicóloga do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Marina Arnoni Balieiro, não há um padrão para as reações humanas. “Quando a vida é colocada em risco, de maneira extremamente negativa, as pessoas lidam com isso de forma individual”, pontua.

Diferente do que se imagina, não é só quem experimenta uma sensação aterrorizante que desenvolve o estresse pós-traumático. Quem presencia o acontecido também está vulnerável ao transtorno.

Entre os principais indicativos para diagnosticar o estresse pós-traumático estão os pesadelos e as lembranças involuntárias e recorrentes; o distanciamento de tudo que possa lembrar o problema; a diminuição do interesse afetivo; o sentimento de impotência e a incapacidade em se proteger; episódios de pânico e distúrbios do sono.

“Normalmente, a perturbação logo após o evento caracteriza um transtorno de estresse agudo. Casos em que os sintomas aparecem após quatro meses, classificamos como crônico. Já episódios em que a vítima desenvolve o transtorno depois de seis meses do ocorrido, qualificamos como tardio”, explica a psicóloga.

Após a confirmação do distúrbio, que pode acontecer em qualquer idade, é importante encaminhar a pessoa para acompanhamento de um especialista em psicologia para o devido tratamento.

“Em casos como atentados terroristas ou grandes acidentes já existem grupos especializados que atendem as vítimas no momento do evento, oferecendo todo suporte em momentos de crises e emergências”, finaliza Marina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s